Quarta, 24 de Julho de 2024
Geral Maranhão

“O Iema no Mundo mudou a minha vida”, conta egresso do programa, que hoje atua profissionalmente em uma agência de intercâmbio internacional

Programa Iema no Mundo retorna em 2024, quando levará estudantes para intercâmbios nos EUA, Canadá e Colômbia.

07/10/2023 10h45
Por: Jornalismo | Timon Maranhão Fonte: Secom Maranhão
Foto: Reprodução/Secom Maranhão
Foto: Reprodução/Secom Maranhão

Com apenas 19 anos de idade, o universitário maranhense Guilherme Sousa já possui em seu passaporte o carimbo de três países europeus e um da América do Norte. Em perfis nas redes sociais, o estudante exibe com orgulho fotos de suas viagens ao Canadá, França, Inglaterra e País de Gales. 

A trajetória internacional de Guilherme começou em 2020, quando ele ainda era aluno do curso técnico em Meio Ambiente do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema). Naquele ano, ele foi um dos selecionados no edital Iema no Mundo, programa de internacionalização estudantil promovido pelo Governo do Maranhão desde 2016.

Por meio do Iema no Mundo, o universitário realizou o sonho de viajar ao Canadá, onde fez intercâmbio cultural por seis meses, com todas as despesas pagas.

“Viajei em 2020, e foi a minha primeira viagem internacional. Fui para o Canadá, fiz um semestre de High School  [fase escolar compatível ao Ensino Médio brasileiro] na Nova Escócia. O Iema no Mundo surgiu como uma oportunidade de ter uma experiência no exterior. É um tipo de programa que está fora das nossas realidades financeiras”, conta Guilherme.

Após a experiência no Canadá, Guilherme pôde aperfeiçoar o domínio na língua inglesa e conquistou dois importantes êxitos em sua carreira escolar e profissional: ingressou na faculdade de Psicologia, e hoje trabalha como consultor de intercâmbio na Via Mundo, a mesma empresa de intercâmbio que concede as bolsas de estudo para os selecionados no Iema no Mundo.

“É uma ação do Estado que realmente muda a vida dos jovens, que dá possibilidades e acessos à educação e a experiências que não pertenciam àqueles que vêm de famílias mais humildes. O Iema no Mundo mudou a minha vida”, confessou Guilherme.

No final do mês passado, foi anunciado o retorno do Iema no Mundo, que esteve paralisado devido à pandemia de Covid-19. Nesta nova edição do programa, seis estudantes do instituto ganharão bolsas de estudos para participar das viagens, que terão duração de seis meses, para três diferentes destinos: Estados Unidos, Canadá e Colômbia.

Orientando novos intercambistas

Atualmente funcionário da Via Mundo, Guilherme Sousa terá uma nova oportunidade internacional por meio do Iema no Mundo, mas desta vez ele participará da viagem como orientador dos novos intercambistas do programa que viajarão aos Estados Unidos.  

“Há três anos eu vivi essa experiência e até hoje colho os frutos. Já entrei no ensino superior e atualmente trabalho com consultoria de intercâmbio, preparando outros alunos aqui na Via Mundo, instituição que me levou à época, e agora tenho a possibilidade de ajudar a realizar os planos de outros alunos também. O Iema no Mundo está voltando para mais uma edição e eu vou ter o privilégio de preparar esses alunos também, com a minha experiência, que foi prática, e agora é profissional”, relata Guilherme.

As viagens desta edição estão marcadas para janeiro de 2024, com apoio e incentivo do Governo do Estado. Durante o semestre em que os alunos passarão fora, o foco será aliar estudos e atividades práticas no mercado de trabalho, além de aprimorar um segundo idioma, da mesma forma que aconteceu com Guilherme.

“A Via Mundo me deu possibilidade de estágio assim que eu ingressei na faculdade. Hoje eu já tenho sete grupos de viagens nacionais e internacionais. Fui com um grupo para a Europa em julho, e a gente vem construindo esse relacionamento há dois anos. Uma oportunidade pós-Iema no Mundo que foi muito enriquecedora e engrandecedora, em que eu pude aplicar profissionalmente tudo aquilo que eu aprendi na prática [como intercambista]”, frisou.

High School: internacionalização estudantil

Durante o intercâmbio, os alunos ficarão em casas de famílias nativas e frequentarão o ensino médio local, intensificando ainda mais a experiência de imersão. O programa inclui ajuda para custear materiais, seguro para emergências médicas e assistência 24 horas por dia. Guilherme destacou a importância desse tipo de intercâmbio para sua formação.

“O High School é um dos intercâmbios mais completos, porque não é focado no idioma, no aprendizado da língua, é focado na imersão. A gente vai para ser um cidadão daquela comunidade, para ser um aluno daquela escola de ensino médio. A gente vai ser parte do todo e a língua vem como consequência”, pontua.

O gerente da Via Mundo, Ivo Santos, elogiou a atuação profissional de Guilherme na empresa e parabenizou o programa Iema no Mundo. “Ele [Guilherme] é maravilhoso. Assinamos a carteira e fizemos um horário especial para não prejudicar a faculdade. São pessoas que a gente gosta de ter por perto justamente por ele ter esse perfil: uma pessoa que luta muito e batalha muito para ter aquilo que quer. O estado do Maranhão fazendo isso ele se coloca em uma posição exclusiva no mundo. A gente entra para o rol de estados que veem a educação de uma maneira mais séria”, avalia Ivo.

Até agora, o programa Iema no Mundo já enviou mais de 30 alunos para diversos países, como Argentina, Alemanha, Estados Unidos e Canadá.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.